Vadão não é mais treinador da Seleção Brasileira feminina

A primeira opção para substituir Vadão continua sendo Pia Sundhage, ex-técnica da seleção dos Estados Unidos.
IMG-20190722-WA0203

Vadão não é mais treinador da Seleção Brasileira feminina

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Caboclo, tomou a decisão de demitir Vadão do cargo de técnico da Seleção Brasileira feminina. Atual coordenador de futebol feminino, Marco Aurélio Cunha continua na CBF, mas sua função está em discussão.

A decisão do presidente aconteceu um mês depois da eliminação para a França nas oitavas-de-final da Copa do Mundo.

A primeira opção para substituir Vadão continua sendo Pia Sundhage, ex-técnica da seleção dos Estados Unidos.

A decisão tomada por Caboclo encerra a segunda passagem de Vadão pelo comando da Seleção feminina. Técnico da equipe na Olimpíada do Rio em 2016, ele deixou o cargo logo depois do quarto lugar nos Jogos, mas retornou em setembro de 2017.

Nesta passagem, Vadão recebeu contestações principalmente pelo mau desempenho antes da Copa do Mundo, quando a Seleção feminina chegou a perder nove jogos seguidos.

Notícias recomendadas para você!

NOSSOS APOIADORES

modelo banner